Passagens

o blog do Wanderley Geraldi
O diário roubado, de Régine Deforges

O diário roubado, de Régine Deforges

Deforges foi uma mulher de grande atividade no ambiente francês: além de romancistas, ela foi a primeira mulher a dirigir sua própria editora. Neste romance, iniciado em 1974 e finalizado em 1978, segundo as datas que a autora coloca no fim do volume, ela enfrenta a...

Outros dois

Outros dois

Era manhã aberta, respirava-se liberdade, mas tinha cheiro de morte por todo lugar. Não estava enganado. Depois que leu a carta de Olívia, soube que as dores e angústias que lhe visitaram nos últimos dias eram prenúncio do pior, nunca mais se encontraria com Fecho....

SUPREMO – QUE JUSTIÇA SUPREMA É ESSA?

SUPREMO – QUE JUSTIÇA SUPREMA É ESSA?

Que momentos históricos difíceis, complexos e controversos do nosso Supremo. O que está em jogo é a garantia do interesse político e não o valor da justiça. Há momentos em que as sessões de julgamentos – condenação, prisão e absolvição – se parecem a cenas de um palco...

Imagine

Imagine

Minha vontade e meus desejos se alternam impublicáveis, eu sei. Amenizo e digo apenas que gostaria de entender os números, uma vez que as palavras não me dizem muito. Não tenho mais vontade de cuspir nos fascistas e tampouco consigo me imaginar socando-lhes as caras,...

Lula na estrada, mas contenhamos as alegrias

Lula na estrada, mas contenhamos as alegrias

A soltura de Lula, que não foi uma vitória da sua inocência, mas resultado do reconhecimento dos ministros do STF de que andaram errando na interpretação da letra da lei constitucional, representará uma mudança de patamar na discussão política. Algumas de suas...

A paz enfurecida, de Ascêncio de Freitas

A paz enfurecida, de Ascêncio de Freitas

Mias uma vez o escritor português nascido na Gafanha de Nazaré nos leva para Moçambique, país em que viveu por mais de 30 anos e ao qual, pela literatura que dele conheço, está intimamente ligado. Seu ambiente é a África, e nela, Moçambique. Os contos que compõem E as...

Um conto sem valor algum

Um conto sem valor algum

Naquela noite, ele tinha chorado muito. Completava cem noites assim, cada uma equivalia há anos, mas agora mais rápido, e difícil. Tudo exigia muita agilidade, os que não fossem assim deviam se meter com coisas poucas, sob o risco de não cumprirem sua sina. Esses...

O presidente com medo das Hienas

O presidente com medo das Hienas

A autocomparação e autoproclamação pelo Jair Bolsonaro das semelhanças entre o leão, rei das selvas nas savanas – atacado e acossado por hienas vorazes – e ele, o presidente do Brasil, tem elevadas matizes e elementos de verdade política e moral. As semelhanças...

Aqui na empresa, não!

Aqui na empresa, não!

Estou atravessando o Largo do Pará, uma praça no centro de Campinas. Como sempre se faz, não caminho em linhas retas, mas sigo os passeios previstos sem pisar na grama que morre por falta de chuva e água. Vou à Padaria do Nico buscar leite. Dois litros. Para dois...