Passagens

o blog do Wanderley Geraldi

A valsa

Leio um texto que me deixa confortável na minha/nossa tristeza: é isso! Um texto para não se fazer nada, ou quem sabe chorar ao seu fim, e compartilhar com os amigos dizendo-lhes para não se preocupar, que tudo vai passar. É um bom texto. Insaciavelmente, durante o...

Mentiras e trapaças – Até quando ?

Vivemos e constituímos uma sociedade capitalista neoliberal contemporânea de assustadora inquietação social e instabilidade política. Uma sociedade onde e tudo – absolutamente tudo – inclusive os crimes e as doenças, é mercantilizado e monetizado. Isto é, produz...

Do desejo, de Hilda Hist

Quem és? Perguntei ao desejo. Respondeu: lava. Depois pó. Depois nada. I Porque há desejo em mim, é tudo cintilância. Antes, o cotidiano era um pensar alturas Buscando Aquele Outro decantado Surdo à minha humana ladradora. Visgo e suor, pois nunca se faziam. Hoje, de...

Sugestão indigesta

Outro dia que não hoje uma amiga pediu-me que escrevesse sobre mulheres, sobretudo mulheres negras, eu penso que é preciso escrever muito sobre esse assunto, mas de pequena me ensinaram a não “futucar” as feridas, de modo que a escrita sobre mulheres negras está em...

ÚLTIMA MEDIDA PROVISÓRIA: “COCÔ DIA SIM, DIA NÃO”

Queiramos ou não queiramos, pelo bem ou pelo mal, o governo Bolsonaro é um resultado, um produto histórico de todos nós. Bem ou mal, Bolsonaro foi eleito, embora em processo eleitoral democrático  trapaceiro conspurcado pela ambição desmedida. A poderosa elite do...

Agora cresci, de Jacques Prévert  

Criança vivi divertidamente ria sem parar todos os dias ria sem parar no duro e depois vinha uma tristeza de tal modo triste algumas vezes junto com ela a alegria Então me julgava desesperado Na verdade não tinha mais esperança nada tinha além de estar vivo estava...

Ao vencedor, as batatas

Chegamos no tempo dos vencedores, talvez alguns se sintam e sejam mais do que vencedores, o que eles não sabem, em partes porque não se dedicaram a leitura do Machado de Assis, é a profundidade dessa expressão e da filosofia que ela ilustra presente na obra Quincas...

Os Bolsonaros e os 40 parentes

As palavras e as cenas risíveis seriam inacreditáveis se não fossem jogo de cena das trapaças sem fim para cativar apoio da plateia de alienados, estes cada vez em menor quantidade. Quando o número de alienados diminui, aumenta o alento dos não alienados e dos menos...