Passagens

o blog do Wanderley Geraldi

Os médicos cubanos e o presidente

Atendendo a seus compromissos atrelados ao corporativismo e não à saúde da população, o presidente eleito fugiu a qualquer civilidade mínima com os médicos cubanos e com o seu país de origem. Desde a Idade Média a construção da nova “cidade”, que remete a civitas, à...

Lula: Escrever para não morrer de silêncio

Tomo emprestado um enunciado do poeta paraibano Políbio Alves em entrevista ao jornal QO Questão de Ordem (Jornal Laboratório da UFPB, João Pessoa, Julho de 2018), para título desta crônica em que preciso, para não morrer de silêncio, dizer algo sobre o depoimento do...

Um soneto de Gregório de Matos

Ai, Custódia! sonhei, não sei se o diga: Sonhei, que entre meus braços vos gozava. Oh se verdade fosse, o que sonhava! Mas não permite Amor, que eu tal consiga.   O que anda no cuidado, e dá fadiga, Entre sonhos Amor representava No teatro da noite, que apartava A...

Vai e não vai, diz aqui, desmente acolá

Muitas análises têm somado os percentuais de brancos/nulos, os das abstenções e aqueles para Haddad para dizer que Bolsonaro não foi eleito pela maioria da população brasileira. A análise é equivocada. Considere-se que uma baixa percentagem de votos nulos tenha sido...

ENEM: O CONHECIMENTO SOB ATAQUE

Não pretendia comentar a prova do ENEM. Não porque não concordasse com as perguntas agora criticadas por pessoas que não enxergam o mundo a não ser de modo enviesado por sua própria ideologia que lhes fornece óculos absolutamente inadequados para compreender o mundo...

Um apólogo de Boccage

O leão e o porco O rei dos animais, o rugidor leão Com o porco engraçou, não sei por que razão. Quis empregá-lo bem para tirar-lhe a sorna; (A quem torpe nasceu nenhum enfeite adorna). Deu-he alta dignidade, e rendas competentes, Poder de despachar os brutos...

O VERMELHO E O NEGRO, de Stendhal

Este romance é considerado um “romance de formação”, publicado em 1830 (ou 1831), tem por personagem central Julien Sorel, filho de um carpinteiro de uma pequena cidade do Franco-Condado (Varrières, uma cidade inventada pelo autor mas que corresponde a pequenas...

Em tempos amenos, amemos um ao outro

Naquele tempo foi dito: - Vós dois, que sois descendentes da Caim, que rezam juntos o mesmo Credo professando a mesma fé na minha Autoridade de que sois espelho onde vos estabeleci, hão de ser como irmãos siameses, mas terão os dois um cuidado para que o veneno que...

1968 finda em 2018

Cinquenta anos separam um e outro ano. Nos movimentos de 1968 exigia-se o impossível, pregava-se o amor, livre das amarras conservadoras. Havia alegria nas manifestações, e muita música e dança. O futuro se abria para um novo tempo: aquele do presente de liberdade....

Ainda assim me levanto, Maya Angelou

Você pode me inscrever na história Com as mentiras amagas que contar Você pode me arrastar no pó, Ainda assim, como pó, vou me lenvatar.   Minha elegância o perturba? Por que você afunda no pesar? Porque eu caminho como se tivesse Petróleo jorrando na sala de estar.  ...