“A culpa é da greve dos caminhoneiros”

– Senhor Temer, por que o povo brasileiro passou a temer tanto o astronômico custo de vida da crise do Brasil pós-greve dos caminheiros e passou sofrer tanto, apavorado dia e noite sem parar?

– Minhas preclaras e meus preclaros, eu já tenho dito em alto e bom tom, a culpa é da greve dos caminheiros. Esta é a grande, a única e a irretocável verdade. Creiam-me, sempre, acreditem na minha palavra, sem duvidar.

– É? E por que a gasolina, o óleo diesel e o gás de cozinha não baixaram de preço do jeito que foi acordado com os caminhoneiros e do jeito que foi prometido desavergonhadamente  por você a todos os brasileiros?

– Pois eu lhes digo e torno a dizer sempre, com muito orgulho, a culpa é da greve dos caminhoneiros.

– Ah, sim, é por isso que o dólar sobe tanto todos os dias, que já está nas alturas celestiais – no cume dos quatro reais – fazendo subir os preços de tudo que é necessário e vital para a sobrevivência dos brasileiros, causando medo e desespero incontroláveis? Sei! E como não consegui saber antes? Quanta ignorância, quanta burrice minha: o dólar virou a arma mais poderosa do mundo no Brasil contra os brasileiros. É a arma poderosa e indestrutível. Não há ciência, nem tecnologia, nem organização social que possam abater e destruir seu poder. O dólar virou dinamite: explode os preços, faz subir tudo com ele, só não faz subir os salários dos trabalhadores. Está certo, lá no alto as coisas ficam mais bonitas, mais puras e limpas. O mundo visto do alto é maravilhoso, só que para poucos, somente alguns selecionados conseguem chegar lá no alto por força de malas cheias de dólares. A grande maioria, quase a totalidade dos brasileiros, fica aqui em baixo rastejando, padecendo os efeitos dolorosos e terríveis dos poucos e escondidos doleiros – espoliadores e esbulhadores – que permanecem lá no alto do Planalto, vão e voltam de avião. Como o senhor, sempre temeroso,  pousando de mordomo da nobreza, explica este caos, esta tragédia brasileira?

– Antes e acima de tudo, “iluminado por Deus”, com toda minha modéstia e humildade, eu continuo acreditando na mais alta verdade e digo a todas e a todos: a culpa é da greve dos caminhoneiros.

– Então, por que você desistiu de ser candidato à presidente do Brasil?

– Por culpa da greve dos caminhoneiros, quando descobri que teria menos de 1% dos votos dos brasileiros. “Iluminado por Deus”, como sempre, percebi que deveria deixar de ser candidato. Renunciei em nome do meu grande e sempre amigo, o guapo e poderoso Meirelles.

– E por que será que o senhor e o Meirelles têm menos de 1% de eleitores?

– Ah! O grande culpado é a greve dos caminhoneiros. Uma pequena minoria fica falando tempo todo que o Brasil está indo à deriva. Ficam falando que eu, os meus ministros e os políticos que me apoiam somos incompetentes. Corruptos! Que horror!

– E por que o seu Parente saiu da Petrobras?

– Por culpa da greve dos caminheiros! Ele foi um cara exemplar, um exemplo de competência e capacidade. Só atendia os interesses dos acionistas da Petrobras e do petróleo globalizado.  Mais ninguém.

– Então, me diga Temer, quem inventou e é responsável por esse tamanho astronômico dos impostos sem fim, que nós, os trabalhadores e consumidores, pagamos e da dívida pública devoradora dos bens comuns e de todos?

– A greve dos caminhoneiros, já falei tanto!

– Temer, por que os policiais e os militares estão empurrando os seus veículos, os carros blindados, os tanques para ir ao trabalho? E os alunos, empurrando os ônibus escolares no clarear dos dias quando vão para a escola? E os doentes, os enfermeiros e os médicos empurrando as ambulâncias? Hem, Temer, porque?

– A greve dos caminhoneiros é culpada de tudo isso. Uma lição superfácil.

 

Bem, vamos deixar o mordomo Temer e passar para o cenário da mídia hegemônica e conferir o que ela escreve, fala e exibe diuturnamente.  Segundo ela, a mídia, milhões de frangos, de porcos, de bois, já morreram e vão continuar morrendo de fome por culpa da greve dos caminhoneiros. Os produtores terão prejuízos de bilhões de reais em poucos dias pelo Brasil a fora por culpa da greve dos caminhoneiros. O Brasil terá prejuízos de bilhões de reais porque não conseguiu exportar carne de frango, de porco, de gado; o Brasil deixou de fornecer soja, milho, açúcar e muitos outros produtos em matéria-prima… por culpa da greve dos caminhoneiros. Tudo o que está ruim, que está mal no Brasil pós-greve é da culpa dos caminhoneiros, segundo a mídia. Ainda outro dia um amigo meu me contou que  escutou a conversa no apartamento vizinho, muito íntima.

-Benzinho, já estamos mais de duas horas nos abraçando, beijando, totalmente nus na cama e nada ainda? O que é que está acontecendo? Fale, benzinho, sem mentir.

– Meu amor, a culpada é a greve dos caminhoneiros.

E agora Brasil, mais greve dos caminhoneiros?

E por que só dos caminhoneiros?

Os caminhoneiros mostraram o poder de guerra que possuem, quando unidos – parar o Brasil – contra as tragédias de acertos do Governo Temer com uma elite restrita, escondida nos bastidores e no subsolo do palco da história.

 

 

José Kuiava Contributor
Professor, pesquisador, escritor
José Kuiava é Doutor em Educação pela Faculdade de Educação da Unicamp (2012). Atualmente é professor efetivo- professor sênior da Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Planejamento e Avaliação Educacional, atuando principalmente nos seguintes temas: autobiografias.inventário da produção acadêmica., corporeidade. ética e estética, seriedade, linguagem, literatura e ciências e riso.