Passagens

o blog do Wanderley Geraldi
Amargos como os frutos de Ana Paula Tavares

Amargos como os frutos de Ana Paula Tavares

                                                     “Dizes-me coisas tão amargas / como os frutos...” – Kwanyama“Amado, por que voltascom a morte nos olhose sem sandáliascomo se um outro te habitassenum tempopara além do tempo todoAmado, onde perdeste tua língua de...

Gritaram-me negra de Victoria Santa Cruz

Gritaram-me negra de Victoria Santa Cruz

Tinha sete anos apenas,apenas sete anos,Que sete anos!Não chegava nem a cinco!De repente umas vozes na ruame gritaram Negra!Negra! Negra! Negra! Negra! Negra! Negra! Negra!“Por acaso sou negra?” – me disseSIM!“Que coisa é ser negra?”Negra!E eu não sabia a triste...

Proust, de William Sansom

Proust, de William Sansom

Esta biografia de Marcel Proust, publicada originalmente em 1986, foi traduzida por Isabel do Prado, para a coleção Vidas Literárias de Jorge Zahar Editor (publicação brasileira s/data). Todos sabemos em “Em busca do tempo perdido”, esta obra prima da literatura,...

“QUEM NÃO DEVE, NÃO TEME”? “QUEM TEME, DEVE? NÃO?

“QUEM NÃO DEVE, NÃO TEME”? “QUEM TEME, DEVE? NÃO?

Os dísticos populares mais velhos e antigos da história dos seres humanos são a revelação e a evidência, a prova da sabedoria de quem não teve o acesso aos estudos da filosofia e da ciência – direitos reservados à elite. Os dísticos populares são o  conhecimento ao...

O PAULO GUEDES SABE

O PAULO GUEDES SABE

Foram-se os tempos em que o candidato Jair Bolsonaro mandava perguntar para o Paulo Guedes... Foram tantas as vezes que mandou perguntarem ao mago das finanças, que ele ganhou apelido: “Posto Ipiranga do Bolsonaro”. Não deve ser fácil a vida de um PIB: respondendo sem...

O diário roubado, de Régine Deforges

O diário roubado, de Régine Deforges

Deforges foi uma mulher de grande atividade no ambiente francês: além de romancistas, ela foi a primeira mulher a dirigir sua própria editora. Neste romance, iniciado em 1974 e finalizado em 1978, segundo as datas que a autora coloca no fim do volume, ela enfrenta a...

Outros dois

Outros dois

Era manhã aberta, respirava-se liberdade, mas tinha cheiro de morte por todo lugar. Não estava enganado. Depois que leu a carta de Olívia, soube que as dores e angústias que lhe visitaram nos últimos dias eram prenúncio do pior, nunca mais se encontraria com Fecho....

SUPREMO – QUE JUSTIÇA SUPREMA É ESSA?

SUPREMO – QUE JUSTIÇA SUPREMA É ESSA?

Que momentos históricos difíceis, complexos e controversos do nosso Supremo. O que está em jogo é a garantia do interesse político e não o valor da justiça. Há momentos em que as sessões de julgamentos – condenação, prisão e absolvição – se parecem a cenas de um palco...

Imagine

Imagine

Minha vontade e meus desejos se alternam impublicáveis, eu sei. Amenizo e digo apenas que gostaria de entender os números, uma vez que as palavras não me dizem muito. Não tenho mais vontade de cuspir nos fascistas e tampouco consigo me imaginar socando-lhes as caras,...