Passagens

o blog do Wanderley Geraldi

Em tempos amenos, amemos um ao outro

Naquele tempo foi dito: - Vós dois, que sois descendentes da Caim, que rezam juntos o mesmo Credo professando a mesma fé na minha Autoridade de que sois espelho onde vos estabeleci, hão de ser como irmãos siameses, mas terão os dois um cuidado para que o veneno que...

1968 finda em 2018

Cinquenta anos separam um e outro ano. Nos movimentos de 1968 exigia-se o impossível, pregava-se o amor, livre das amarras conservadoras. Havia alegria nas manifestações, e muita música e dança. O futuro se abria para um novo tempo: aquele do presente de liberdade....

Ainda assim me levanto, Maya Angelou

Você pode me inscrever na história Com as mentiras amagas que contar Você pode me arrastar no pó, Ainda assim, como pó, vou me lenvatar.   Minha elegância o perturba? Por que você afunda no pesar? Porque eu caminho como se tivesse Petróleo jorrando na sala de estar.  ...

Antes escrava, depois livre, ainda doméstica

Este é um trabalho monográfico de Samara Cristina Constâncio, sob orientação de Lucineia Chrispim Pinho Micaela, apresentado no curso de especialização em História e Cultura Afro-brasileira, realizado na Unisal (Universidade Salesiana), em Campinas. Manuseio uma...

Palavras escritas, indícios de palavras ditas

A elevação das práticas discursivas a lugar privilegiado de investigação científica ocorre num contexto de no mínimo duas enormes insatisfações: de um lado a insatisfação com os resultados da cientificidade galileana, cujos alicerces vão sendo postos em questão não...

Mon Dieu, donnez moi la médiocrité!

Nada melhor do que o enunciado de Mirabeau para invocar a Deus que me conceda a mediocridade necessária para viver os próximos poucos anos que me serão dados viver. Depois dos setenta anos, para a nossa geração que nasceu quando a previsão de vida no país era de 64...

Relato da primeira hora! (Por Hélio Solha)

Não resisti e saí às ruas. Tinha que ver de perto a festa de vitória dos bolsonaristas. Tinha que ouvir as palavras de sua comemoração. Levava, principalmente, a esperança de que os meus críticos estivessem certos e eu errado. Levava a esperança de ver uma grande...

PEDIDO QUASE UMA PRECE, de Manoel de Barros

  A Nelson Nassif Senhor, ajudai-nos a construir a nossa casa Com janelas de aurora e árvores no quintal – Árvores que na primavera fiquem cobertas de flores E ao crepúsculo fiquem cinzentas como a roupa dos pescadores.   O que desejo é apenas uma casa. Em verdade....